A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #390

Project Cars #390: escolhendo a cor para o visual retrô da minha Kombi 1996

Finalmente, Getrudes chega em casa. Agora batia a dúvida: ela era tão “imaculada”, devia mantê-la uma Kombi branca super original tipo “lotada carioca”, ou faria um projetinho?

Apesar da originalidade praticamente total, não tinha como manter branca. Seria só mais uma no meio de um mundo de Kombis brancas. Então decidi fazer um projeto bem clean, ainda mantendo o máximo de originalidade, porém com algumas substituições de peças originais por peças de muita qualidade. A dúvida na cor no início do projeto existia,  seria amarela ou laranja. Mas rapidamente decidi por laranja, no estilo saia e blusa.

O dia seguinte foi dia de banho, kilos de barro vermelho sairam por todos os cantos. Começamos a desmontar o interior, retirar estepe (ainda original e zero kilômetro), macaco, bancos, cintos, para que pudéssemos levá-la para lanternagem e pintura. Sem surpresas, além do pó em todos os cantos possíveis, e uma garagem toda enlameada no final.

 

Em 1º de maio, fomos dar trabalho ao nosso pintor/lanterneiro. Deixamos ela lá para que os pontos de ferrugem nos curvões fossem feitos, além de algum outro que aparecesse, que por sorte não apareceu. A cor já estava definida, porém o tom do laranja ainda era dúvida.

Todas as borrachas foram trocadas, das portas, vidros. A intenção era pintá-la do zero, todos os vidros foram retirados, caixas de ar seriam pintadas na cor escolhida. Inclusive, com exceção do parabrisas, todos os vidros eram originais. E assim, a desmontagem começou e sem maiores surpresas, a lanternagem foi feita.

Detalhe pro adesivo da VW que ainda estava atrás dos parachoques originais, comprovando a pintura original naquela área. Nas fotos abaixo também é possível ver os dois únicos pontos de ferrugem que ela possuía, nos curvões traseiros. Os assoalhos que eram uma preocupação, estavam intactos.

A desmontagem e lanternagem foi razoavelmente rápida. Então em aproximadamente 20 dias, a cor teve que ser escolhida. Depois de peneirar muito, a dúvida pairava sobre dois tons.

21

Laranja do Crossfox:

22

Laranja Boreal do Opala:

23

Com uma amostra de cada, pedi que o pintor fizesse um teste.

Do lado esquerdo, a cor do Opala, e do lado direito, do Crossfox

A dúvida não existia mais, o laranja boreal era mais forte, e iria se destacar mais do branco. Cor definida, no próximo post colocarei todo o processo de pintura, e ela já saindo do “forno” pronta. Porém os mimos começavam a chegar.

Até um chaveirinho especial que veio direto da Alemanha, pra relembrar seus antepassados.

Até lá!

Por Igor Denilli, Project Cars #390

0pcdisclaimer2

Matérias relacionadas

VW Polo VR6 4Motion? Saiba como nasceu o Project Cars de Marco Korvo

Juliano Barata

Trazendo um Mustang Mach 1 1969 de volta à vida – conheça a história do Project Cars #131

Leonardo Contesini

Fiat Palio Rally: novos freios e reparos DIY

Leonardo Contesini