Project Cars #432: os primeiros dias com o Nissan 350Z

Tulio Dourado 14 fevereiro, 2017 0
Project Cars #432: os primeiros dias com o Nissan 350Z

E aí, meus caros! Tudo bem? Primeiramente, gostaria de agradecer à todos os comentários bacanas que vocês deixaram nos no último post. Segundamente, estou de volta, e desta vez direto ao ponto: Let’s talk about Z, Yo! Hit it, Pedro!

Vocês devem se lembrar que no primeiro post eu realizei o sonho de ter um 350z. Juro que até hoje desconfio que a ficha não caiu e ainda me pego duvidando que tenho o carro que tantos no mundo desejam e admiram. As vezes vou até a garagem só para admirar a beleza daquela traseira.

Project Cars #432 - Parte 2

Mais uma vez dei sorte, e o Z que eu comprei era incrivelmente original, nem insulfilme tinha. Filtro original, nenhuma modificação no motor, pintura original, rodas originais… apenas um abafador esportivo no lugar do panelão traseiro original e uma embreagem de cerâmica, upgrade quase obrigatório para esse carro. O carro não tem um arranhão, um amassadinho de porta, um mísero detalhe. Estava absolutamente perfeito!

O primeiro dia com o carro foi bem tenso, a ponto da namorada perguntar se eu não tinha gostado do carro. Mas toda a tensão tinha motivo: você está dirigindo em uma estrada completamente desconhecida, com um carro completamente desconhecido e diferente de tudo que você já dirigiu, com uma embreagem que é difícil de explicar de tão estranha e um puta medo de qualquer coisa dar errado, afinal, é o seu sonho que está nas suas mãos, caramba! Tensão total… foi difícil curtir a estrada nesse dia!

Depois de um dia inteiro de estrada e uma noite de sono de quatro horas, o trecho SP-BH foi bem mais prazeroso! Consegui curtir o passeio, em uma estrada em melhores condições e um pouco mais familiar para mim, e por estar mais familiarizado com essa embreagem bizarra, aproveitando todas as saídas dos pedágios.

Aqui cabe um adendo: Mesmo gostando de escape direto, sem abafador nenhum, e já estar acostumado até a pegar pequenos trechos de estrada frequentemente com o C30 e com a XC60 com escapes diretos, confesso que 15 horas de viagem de 350z com sistema quase original chegou até a me incomodar no final da viagem (imagina pra namorada…) Vamos deixar assim então?

Cheguei em BH e a sensação era de outro mundo. Como assim esse carro era meu? Estava na minha garagem? Com o meu dinheiro? Sem ganhar na loteria?

Eu tinha feito surpresa para os amigos… Depois de 3 meses só falando disso, assim que vendi a XC60 parei de falar. Não contei para ninguém que já estava negociando alguns 350z, omiti a compra e só apareci com o carro de surpresa no famoso Dia Nacional de Encontro no Posto, depois de ser o primeiro a chegar, esconder o carro e ficar até o meio da noite fingindo que o Z não era meu, e sim do dono do posto! Foi a maior zoeira, tipo uma festa mesmo, momento super bacana que pude compartilhar com quem me aturou nos últimos meses.

Isso me lembra de um detalhe importante: mais do que feliz por ter comprado o carro dos sonhos, minha maior alegria e satisfação veio do sentimento de ter cumprido um objetivo! Nada se compara com o sentimento de ter conquistado algo tão difícil, pelo qual você tanto sonhou e batalhou. Não importa o carro em si, pode ser um Logan, um Fusca, uma Ferrari, um Marea Turbo, um Uno com escada… (perceba a escala crescente de foderosidade). No fundo, o que realmente importa é conquistar o seu objetivo! Um carro distante da realidade de muitos, inclusive da minha. Mas eu cismei tanto com isso, coloquei na minha cabeça que iria conseguir essa loucura, que acabou acontecendo mesmo! Então, uma coisa que digo à você é: não desista dos seus sonhos! Tudo depende do quanto você quer, do momento certo e de um pouco de sorte.

Só tive a oportunidade de lavar o carro no domingo, e bem… as fotos falam por si:

Project Cars #432 - Parte 2

Eu sei que você entendeu a referência…

Project Cars #432 - Parte 2

Primeiro ensaio, junto com a CLC do meu amigo

Logo nos primeiros dias, percebi alguns defeitinhos, que mais tarde iria descobrir serem crônicos nos 350z e até em alguns 370. Aposto que essa é uma das partes que vocês mais irão gostar, pois poucas pessoas além dos donos sabem desses detalhezinhos que irritam, já que os Z não são carros muito comuns, e você não acha muitas informações sobre eles no Brasil.

Vai servir também como um guia para você que planeja comprar um Z em algum momento, e também para você que só deseja acrescentar mais conhecimento para utilizar naquela discussão de posto com seus amigos.

– Pra começar, o painel e os acabamentos dos comandos dos vidros. Eles tem revestimento emborrachado e descascam com facilidade. É um detalhe muito comum em muitos carros, como Audi, BMW, e até mesmo as Ferrari 355, que no caso não descascam mas derretem e viram uma cola preta. Na parte central, acima do som, tem um compartimento que se abre, e dizem que quebra facilmente.

No meu carro os acabamentos estão perfeitos! Não tem nenhum descascado, a tampa do compartimento funciona 100% e pretendo mantê-lo assim! Como? Cortando a unha frequentemente e não deixando minha namorada encostar em nada no interior! Hahahaha Sou muito cuidadoso e perfeccionista!

Project Cars #432 - Parte 2

Não é do meu carro… ainda bem!

Project Cars #432 - Parte 2

Não é do meu carro… ainda bem!

– Em segundo lugar, o marcador de combustível. É muito comum achar um 350 marcando combustível errado! Você enche o tanque e marca só até a metade… as vezes marca cheio, mas desce rápido. Não se assuste: problema fácil de resolver, apenas limpando os trilhos das duas bóias que marcam o combustível (sim, são duas), pois ficam sujos com o tempo devido à sujeira da mijolina gasolina brasileira. Desta vez, não tive tanta sorte e o meu chegou sofrendo desse mal, mas já resolvido!

Project Cars #432 - Parte 2

Pathfinder 3.5 sofre do mesmo mal…

– Máquina do vidro elétrico: Esse sim irrita profundamente, pois é intermitente e temperamental. Funciona quando quer! Tem uma solução paliativa relativamente simples. Digo relativamente, pois tirar o revestimento da porta até chegar à máquina demanda remover uns 30 parafusos! É um saco, mas funciona. Por um tempo! Logo logo ele falha novamente e no fim você precisa trocar a máquina do vidro completa.

Sim, também tive esse problema. Funciona mas as vezes para! Não resolvi até hoje por preguiça dos 30 parafusos, mas me viro bem com umas técnicas para fazê-lo funcionar! Preciso tomar vergonha na cara.

Project Cars #432 - Parte 2

Nessa parte, os parafusos do revestimento da porta já foram removidos. E ainda faltam esse monte!

– E aqui vai mais um defeito crônico simples de resolver, mas que pode assustar 100% das pessoas que não saibam desse problema e queiram comprar esse carro: luz do airbag piscando! Pronto, qualquer luz mais grave acesa no painel é motivo para se desesperar, certo? Errado! Na grande maioria das vezes, o conector do airbag dos bancos se solta ou fica mal encaixado, fazendo a luz acender. São dois conectores abaixo de cada banco para você conferir e resolver esse problema. Algumas vezes pode ser alguma gambiarra para utilizar volantes aftermarket, mas aí, cada caso é um caso!

Esse problema eu não tive, thank god!

– Defeito nos sensores de posição dos comandos e no sensor de fase do virabrequim também são comuns e inclusive tiveram recall nos EUA, mas não aqui. Não conheço nenhum Z por aqui que apresentaram esse defeito (ou os donos não me contaram), e adivinha? Sim, o meu apresentou esse problema no final do ano passado –  alguns de vocês comentaram sobre isso na Parte 1, com o vídeo do carro na oficina mostrando exatamente o defeito. O lado ruim é que há baixa oferta de peças desses carros no Brasil, e na concessionária custam uma fortuna! O lado bom é que os 350 são carros muito comuns e baratos lá fora, seja nos EUA ou Europa, então você encontra uma grande quantidade de peças por preços super acessíveis! A saída é comprar fora e importar, como eu fiz.

Esses sensores com defeito fazem o carro falhar, ou cortar o giro em certo ponto, ou simplesmente não deixam o carro funcionar mais. No meu caso, era apenas o sensor de rotação, que fazia o carro cortar o giro em 2.800 rpm. Defeito chato, mas que solucionei comprando um sensor novo. Pronto pra próxima!

Project Cars #432 - Parte 2

Por ser um carro não muito comum por aqui, é difícil encontrar essas informações que acabei de passar. As vezes os donos não gostam de falar no assunto por receio de o carro se tornar mal visto. Mas, repetindo, é um carro muito comum em outros países e algumas coisas do que eu mencionei aqui você pode encontrar em muitos vídeos no Youtube como “350z Buyer’s Guide”, no clássico “5 things I hate about my 350z” ou em fóruns específicos dos Z na gringa.

Aqui, quero deixar claro para você não se assustar com isso! São defeitinhos bobos, de um carro com mais de 10 anos de idade, fáceis de serem resolvidos até mesmo em casa e que não desabonam o carro que você pode estar potencialmente interessado. Na verdade, o Zetto é considerado um tanque nos quatro cantos do mundo! É extremamente confiável, não estraga por qualquer besteira e tem manutenção relativamente fácil e barata. Ou você acha que qualquer carrinho aguentaria fazer drift cortando giro, aguentando transferências de peso longitudinais, laterais e diagonais e ainda seria considerado um dos melhores carros para fazê-lo?

Bom, falamos sobre os detalhes gerais do Fairlady Z, dos defeitos crônicos, e quais deles o meu carro apresentou. No próximo post, contarei à vocês sobre as tão sonhadas modificações escapamento direto, revisão e solução dos defeitos, como é ter um carro desse no dia a dia e o custo de manter o sonho! Até lá!

Project Cars #432 - Parte 2

SPOILER! Shh… não conta pra ninguém!

Por Tulio Dourado, Project Cars #432

0pcdisclaimer2