A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

The Grand Tour pode ter levado o Bugatti Chiron além dos 450 km/h, Emerson Fittipaldi está fazendo um supercarro, Dodge revela novos detalhes do Demon e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Será que “The Grand Tour” levou o Bugatti Chiron além dos 450 km/h?

Desde o ressurgimento da Bugatti há pouco mais de 10 anos não foram muitos os jornalistas automotivos que tiveram acesso a um teste/avaliação do supercarro. O Veyron, por exemplo, foi levado ao limite somente pelo Top Gear, que sempre teve um orçamento milionário — o que permitiu que James May levasse o Veyron duas vezes à sua velocidade máxima.

Com o Chiron o negócio está ainda mais restrito, uma vez que o carro mal começou a ser produzido, mas novamente os ex-Top Gears conseguiram colocar as mãos no carro antes de todo mundo e ainda descobriram sua verdadeira velocidade máxima. Ao menos é o que sugere o teaser publicado nesta quarta-feira (1) pela Michelin.

Você deve lembrar que em setembro o CEO da Bugatti, Wolfgang Dürheimer, disse que a fabricante ainda não sabia qual a velocidade máxima do carro, que os números divulgados de 458 km/h e 463 km/h são resultados de simulações em computador e que a fabricante estava se preparando para fazer o teste real de velocidade máxima. Aparentemente os Grand Tourers entraram em contato e negociaram uma participação nestes testes com uma ajuda do marketing da Michelin, que desenvolve os superpneus do Chiron.

O teaser “apresentado por Michelin e The Grand Tour”, diz que o Chiron é ainda mais superlativo que o Veyron e que sua velocidade máxima é desconhecida “por enquanto”. Isso parece deixar claro que James May sentará ao volante do Bugatti Chiron para chegar à velocidade máxima do hipercarro na pista de Ehra-Lessien em algum momento de The Grand Tour.

Ainda não sabemos quando, pois a Bugatti havia dito que os testes de velocidade máxima aconteceriam em 2018 e a primeira temporada de The Grand Tour chegará ao seu último episódio nesta próxima sexta-feira (no Brasil isso acontece nas últimas horas de quinta-feira). Pode ser uma forma triunfal de encerrar a primeira temporada ou, quem sabe, uma forma de guardar um grande momento para a segunda temporada.

 

Emerson Fittipaldi anuncia supercarro com seu nome

top_crop

Emerson Fittipaldi surpreendeu seus seguidores nas redes sociais na tarde desta última quarta-feira (1º) ao anunciar que está desenvolvendo um supercarro. A publicação de Emerson conta que um supercarro com seu nome é um sonho antigo e que começará a ser realizado neste ano, quando o modelo for apresentado no Salão de Genebra, em 7 de março.

Tudo o que Emerson revelou sobre o carro até agora foi o nome EF7 e que ele está sendo desenvolvido em parceria com a Pininfarina e a HWA, uma desenvolvedora de motores fundada por Hans Werner Aufrecht, criador da AMG, que atualmente opera a equipe de fábrica da Mercedes no DTM e produz motores de Fórmula 3 baseados em motores de série da fabricante alemã. Isso pode significar que, se for realmente produzido, o supercarro de Emerson usará motores Mercedes com desenvolvimento da HWA.

Por enquanto, Emerson publicou apenas um teaser que não mostra muito do supercarro e anunciou que ele será apresentado como um conceito Vision Gran Turismo, feito para o game Gran Turismo 6. Se o supercarro será produzido em série, se será um “one-off” ou apenas um supercarro virtual, é algo que só descobriremos em março.

 

Mercedes-AMG apresenta o novo E63 Wagon

2018-Mercedes-AMG-E63-Wagon-2

A Mercedes-AMG apresentou nesta quinta-feira (2) não apenas uma, mas duas super peruas: a AMG E63 Wagon e a AMG E63 S Wagon. Sendo derivadas do atual AMG E63, elas usam o mesmíssimo conjunto mecânico do sedã, o que significa que sob o capô há um 4.0 V8 biturbo de 571 cv e 76,3 mkgf na versão básica e 612 cv e 86,5 mkgf na versão S.

 

Nas duas versões a força é enviada para as quatro rodas através do câmbio Speedshift MCT de nove marchas e embreagem dupla da AMG. Na E63 S o sistema 4Matic+ de tração integral oferece o modo drift, que permite alternar entre tração integral e traseira.

Também como o sedã, as peruas são 28 mm mais largas que as versões comportadas graças aos para-lamas, que foram alargados para receber as bitolas mais largas e as rodas maiores da divisão esportiva. A suspensão combina bolsas de ar, molas mais rígidas e amortecedores adaptativos.

2018-Mercedes-AMG-E63-Wagon-17

Por dentro, a perua recebeu um par de bancos esportivos na dianteira, volante com base plana e marcação de centralização, acabamento de fibra de carbono e duas telas de 12,3 polegadas para o quadro de instrumentos e sistema multimídia. O modelo será apresentado oficialmente ao público em março, durante o Salão de Genebra.

 

Dodge revela mais do Demon… e nos deixa mais confusos

A Dodge revelou nesta manhã mais um dos vídeo-teasers do Demon, mas desta vez, em vez de esclarecer mais detalhes, eles nos deixaram mais confusos. O vídeo intitulado “crate” mostra um mecânico abrindo uma caixa e retirando dela uma parafusadeira elétrica, um macaco mecânico, uma catraca e um par de rodas. Mas o que isso significa?

Nossos palpites foram divididos: pode ser uma referência ao alívio de peso — a revista Motor Trend apurou que o Demon não terá estepe, ferramentas ou isolamento no porta-malas. Mas nesse caso, porque cazzo há duas rodas no chão? Aliás, as rodas parecem um tanto estreitas para calçar pneus 315, não? Além disso, as rodas que aparecem no teaser da redução de peso e no vídeo do discurso de Vin Diesel parecem mais côncavas que estas deitadas ao redor do mecânico do vídeo.

Captura de Tela 2017-02-02 às 12.45.59

Por último, a Dodge mais uma vez deixou um dilema no encerramento do vídeo: um par de tiras vermelhas presas à caixa. Seria uma referência aos opcionais “hardcore” que poderão ser oferecidos com o Demon, como pneus mais estreitos para a dianteira e cintos de cinco pontos?

 

Mercedes-AMG GT R é lançado no Brasil por R$ 1,2 milhão

Turnglasses

Há alguns dias você viu aqui no Zero a 300 as primeiras imagens do Mercedes-AMG GT R no Brasil, durante o desembarque do supercarro no aeroporto de Viracopos, em Campinas. Como havíamos dito, o modelo foi trazido para o evento de lançamento no Brasil, que aconteceu na noite desta quarta-feira (1) em São Paulo.

Segundo a Mercedes-Benz do Brasil, o modelo terá apenas 10 exemplares no país, que serão vendidos cada um por R$ 1,2 milhão. O AMG GT R é, por enquanto, a versão mais radical do AMG GT, equipada com o V8 4.0 biturbo da divisão esportiva preparado para produzir 575 cv e 71,5 mkgf. Além do motor mais potente, o AMG GT R também tem bitolas mais largas, sistema de esterçamento das rodas traseiras e aerodinâmica mais refinada — o que ajudou a torná-lo o carro de tração traseira mais rápido em Nürburgring Nordschleife.

Matérias relacionadas

9ff GT9: a história dos Porsche 911 mais rápidos do planeta

Leonardo Contesini

Project Cars #124: depois da montagem do motor, meu Santa Matilde 1978 finalmente desperta o 4.8

Leonardo Contesini

*** Black Friday 2018 na loja do FlatOut *** até 25% de desconto nos produtos até segunda-feira

Dalmo Hernandes