A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Cinema

True Survivor: Lamborghini Countach e um festival trash 80s (com dinossauros!) no novo clipe de David Hasselhoff

David Hasselhoff tem mesmo um timing impressionante: bastou contarmos a história do KITT, o supercomputador instalado em um Pontiac Trans Am 1982 na clássica série Knight Rider, para que ele publicasse no YouTube seu mais novo vídeo, que é uma das coisas mais fantásticas que já vimos em todos estes anos de internet. Nesse caso, talvez o timing seja nosso… bem, não importa. O que importa é que o clipe de True Survivor é um festival oitentista completamente insano, brega e até meio surreal – com direito a não um, mas dois Lamborghini Countach. Nós adoramos!

Agora, esteja avisado: o clipe é totalmente brega e datado, mas daquele jeito tão exagerado que fica bacana. E é totalmente proposital, visto que True Survivor é a música tema de Kung Fury, comédia de artes marciais (sim, isto existe!) que deverá ser lançado em maio deste ano, por bem ou por mal (vamos falar disso daqui a pouco).

Agora, temos certeza de que você está louco para ver o que David Hasselhoff, que teve a carreira alavancada pelo personagem Michael Knight, de Knight Rider, aprontou desta vez, não é? Pois não vamos deixá-lo esperando.

O que foi isto? Por que temos um Lamborghini Countach branco e outro vermelho?  Quem é este cara que parece um híbrido de Karatê Kid e Marty McFly? Por que Hasselhoff está cavalgando um dinossauro? São muitas perguntas que poderiam até ficar sem resposta. Poderíamos assistir este clipe dezenas de vezes sem saber do que se trata exatamente. Mas sabemos.

Se você andou vagando pela Internet nos últimos tempos, deve ter topado com o trailer de um filme chamado Kung Fury. Só que em vez de ser mais um daqueles trailers para filmes que jamais serão produzidos e só servem para nos deixar com água na boca, Kung Fury é 100% real e, na verdade, já está quase pronto.

Trata-se de um trabalho solo do diretor e produtor sueco David Sandberg. Ele trabalha há alguns anos com efeitos especiais e computação gráfica e já dirigiu comerciais e clipes musicais. Contudo, em 2012 ele decidiu abandonar a indústria e começar sua carreira como cineasta – e seu primeiro roteiro foi uma homenagem a seu gênero favorito: filmes policiais dos anos 80.

kung fury (3)

E um DeLorean, é claro que tem um DeLorean

Na verdade, como muitos de nós, Sandberg é apaixonado por toda a cultura oitentista – a gente mesmo já falou aqui de alguns ícones daquela década, como a Ferrari Testarossa e o Lamborghini Countach, além de dar destaque a outras produções inspiradas nos anos 80, como o game Drift Stage. Assim, é natural que um filme que junte absolutamente TUDO o que curtimos na cultura oitentista em um caldeirão (música, estética, roteiros exagerados e ação do início ao fim), tempere com alguns carros e tenha uma música tema cantada por David Hasselhoff, apareça no FlatOut.

O vídeo acima explica melhor a história. Em dezembro de 2013, Sandberg abriu uma campanha no Kickstarter para ajudar a financiar o projeto, com uma meta de US$ 200 mil.O detalhe é que boa parte do filme já foi filmada, e o dinheiro será usado para contratar uma equipe de animadores e artistas de computação gráfica para trabalhar na pós-produção.

kung fury (5)

Isto era necessário porque, com orçamento reduzido, quase todas as cenas foram gravadas no escritório de Sandberg, usando um fundo verde para criar os cenários em chroma key. Isto porque, apesar de gravado na Suécia, a história do filme se passa em vários lugares: Miami nos anos 80, a Alemanha nazista, a própria Suécia e, provavelmente, até cenários pré-históricos, porque há um tiranossauro rex em algumas cenas… pouquíssimo do que se vê na tela foi feito em live action – e o resultado estético ficou bem interessante, diga-se.

kung fury (2)

O filme conta a história de Kung Fury, um policial que destrói metade da cidade de Miami em uma missão e se demite. Para vingar a morte de seu grande amigo “em uma série de eventos infelizes” (é o que a sinopse diz), Kung Fury decide voltar no tempo e matar “o maior mestre de kung fu de todos os tempos”, Adolf Hitler, e acabar com o império nazista de uma vez por todas. Não tente entender, porque não faz sentido mesmo. Só que é simplesmente genial.

kung fury (1)kung fury (4)

E pelo jeito muita gente também acha o mesmo, porque a campanha no Kickstarter conseguiu arrecadar bem mais do que a meta: mais de US$ 630 mil, ou o equivalente a R$ 1,9 milhão em conversão direta. O que levou Sandberg a aumentar a meta de doações para US$ 1 milhão, com o objetivo de transformar aquele que seria apenas um filme de meia hora exibido no YouTube (o que, pelo que entendemos, vai acontecer de um jeito ou de outro) em um longa-metragem de verdade – o produtor Mathias Fjellström já entrou em contato com um “distribuidor em potencial” e, caso tudo dê certo, o roteiro será reescrito e dará origem a um filme de verdade.

Toda a atenção que Kung Fury recebeu nos últimos tempos acabou possibilitando o envolvimento de David Hasselhoff – que, de acordo com o site Idolator, adorou a ideia. “Os anos 80 têm a ver com diversão, ação e heróis. Kung Fury tem tudo isso! Eu estou honrado em trabalhar com David Sandberg, que tem tudo para se tornar uma verdadeira força da natureza no mundo da animação”. E ele ainda arremata: “a música é perfeita para mim porque eu mesmo, na vida real, sou um Verdadeiro Sobrevivente”. Sim, ele disse isso.

O clipe usa algumas cenas do trailer oficial, que você pode assistir abaixo – quantas vezes quiser.

Matérias relacionadas

O Fusca da Nascar de “Herbie – Meu Fusca Turbinado”, com motor 2.3 de 200 cv, está à venda

Dalmo Hernandes

General Lee: tudo o que você sempre quis saber sobre o “outro” Dodge Charger mais famoso do mundo

Dalmo Hernandes

The Escape, o novo curta da BMW Films, saiu na íntegra – e é simplesmente animal

Dalmo Hernandes