FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #92

VW Polo VR6 4Motion? Saiba como nasceu o Project Cars de Marco Korvo

Fala pessoal, me chamo Marco Antonio, mais conhecido como Korvo, 26. Há cerca de seis anos conheci uma peça que me fez apaixonar mais do que já era por carros e motores, com uma engenharia um tanto simples e potencial incrível: turbina. Ela tem a capacidade de arrancar muito sorrisos e te faz esquecer por alguns momentos as dívidas acumuladas na preparação (risos). Bem, não sei se estou exagerando para o gosto de uns, mas pra mim é exatamente assim. Aqui começa a história deste carro, que acredito que seja uma das melhores “misturebas” VAG por aí…

Cansado de ter algumas dores de cabeça usando um automóvel preparado no dia a dia, resolvi adquirir um segundo carro para começar um projeto turbo feito nos mínimos detalhes, sem pressa, perfeito. Assim, em janeiro de 2013 adquiri um Polo Classic 1.8: é o motor mais fácil de se encontrar peças de preparação (AP 1.8) e eu queria um carro sedã com alguns equipamentos, como freios ABS e air bags.

pc92-post01-foto01e02

Antes de comprar o Polo já havia comprado algumas peças, como mangueiras, abraçadeiras, válvulas, etc… tudo meio universal ainda, pois não sabia qual carro com AP seria e como ele estaria. Depois de feita a escolha e a compra, tratei logo de ir arrumando seu interior: tinha algo solto aqui, um rasgado ali, normal para um carro ano 99. Coloquei couro nos bancos, troquei luzes, o carro ficou bem bacana por dentro, mas por fora estava um pouco judiado: precisava pintar e trocar os para-choques. Deixei isso para o término do projeto.

pc92-post01-foto03e04

Na época tinha um Civic Si. Eu estava tão empolgado com o carro “novo” que andava com ele a semana toda, só saindo com o Honda nos finais de semana – ou seja, sem querer havia invertido os papéis! Minha namorada odiava, claro, mas eu até que curtia dirigi-lo, mesmo todo originalzinho e manco, comparado ao Si.

Após dois meses, encostei o Volks para dar início ao projeto – e aí que as mudanças começaram a surgir. Algo entre 350 e 380 cv era o meu alvo, mas deparando com alguns problemas como o câmbio (motor transversal) e uma embreagem que servisse para o dia dia, comecei a pensar em fazer um swap de motor no Polo. Foi quando encontrei, sem querer, vídeos de um Seat Ibiza VR6. Me apaixonei pelo ronco, já era. Desde então fiquei obcecado em fazer o Polo VR6, mudando assim toda a tese de “peças fáceis de encontrar”.

Depois de procurar muito nas sucatas do Mercado Livre, encontrei um motor com potencial em um Passat 1996: não tive dúvidas, fechei a compra. Quando abrimos o motor com 250 mil km, nunca aberto até o momento, era de se esperar no mínimo uma necessidade de retífica completa. O motor até que estava bom pra a sua quilometragem: virabrequim sem marcas, bielas também, enfim, uma retífica e troca de pistões e anéis já ficaria bom internamente e seria suficiente para a cavalaria que pretendia inicialmente, entre 350 e 380 cv.

Inicialmente…

Pois não satisfeito com isso, depois de dois meses na oficina, fui querendo mais e mais. Aí já não dava pra fazer sem componentes forjados. Fazendo uma pesquisa rápida no eBay, constatei que um jogo de bielas forjadas ficaria mais em conta que as de AP aqui no Brasil (isso por que são seis – veja como são as coisas por aqui) e assim resolvi trazer tudo de fora. É perder agora e ganhar lá na frente – pois praticamente todas as peças do motor são novas.

No próximo post, detalharei todas (ou quase todas, pois é muita coisa) as peças e explicarei as dificuldades do projeto. Obrigado a todos e ao FlatOut pelo espaço, valeu!!!

Por Marco Korvo, Project Cars #92

0pcdisclaimer2

Matérias relacionadas

Project Cars #370: meu Subaru WRX STI finalmente está pronto!

Leonardo Contesini

Project Cars #163: o Citroën Xsara VTS sai da pintura e vai para a pista!

Leonardo Contesini

Project Cars #97: a formação da equipe e a construção do nosso novo Baja SAE

Leonardo Contesini