A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Lançamentos Projetos Gringos

Estas são as incríveis rodas de fibra de carbono do novo Ford GT

Nem sempre nos damos conta, mas às vezes temos a oportunidade de testemunhar acontecimentos históricos. Até pouco tempo atrás, ver carros usando rodas de fibra de carbono ainda era coisa do futuro — em fevereiro de 2014, aqui mesmo no FlatOut, vimos que a BMW planejava oferecer rodas feitas com o material em seus carros em até dois anos.

Estes dois anos passaram e, de fato, a BMW oferece rodas com aro de fibra de carbono e miolo de alumínio para o BMW M4 GTS. A sueca Koenigsegg também está investindo pesado na tecnologia e estão na linha de frente — o fundador da companhia, Christian Von Koenigsegg, até fez um vídeo mostrando como elas são feitas. Mas quem realmente está dando o que falar com suas rodas de fibra de carbono é a Ford.

shelby_gt350r_mustang_17

Primeiro, foi o incrível Mustang Shelby GT350, que no ano passado tornou-se o primeiro veículo produzido em série a empregar rodas de fibra de carbono (até então, apenas carros com o próprio Koenigsegg One:1 ofereciam rodas feitas com o material), medindo 19×11 polegadas na dianteira e 19×11,5 polegadas na traseira. Elas são pintadas de cinza e, visualmente, não entregam o jogo — você só descobre que elas são feitas de fibra de carbono quando consegue levantá-las com um só dedo.

Ford Gt - RodasFibraCarbono (2)

Agora, quem receberá as inovadoras rodas será o novo Ford GT. Ele nem precisava delas para chamar nossa atenção — só o fato de ser a nova geração do supercarro inspirado pelo lendário vencedor das 24 Horas de Le Mans de 1966 a 1969 basta para isto. Só que ele ainda tem um visual absurdamente incrível, um motor V6 biturbo de 3,5 litros e 600 cv vindo de um protótipo de corrida, e toda a herança histórica vinda do Ford GT40.

Ford Gt - RodasFibraCarbono (12)

Ford Gt - RodasFibraCarbono (3)

Não é à toa que mais de 6.500 pessoas enviaram vídeos à Ford a fim de garantir um dos 500 exemplares que serão fabricados — caras que são verdadeiramente fãs do Ford GT e da fabricante de forma geral. Alguns vídeos são bem bacanas, e a gente aposta que o trabalho dos caras encarregados de escolher os felizardos não é fácil. Olha só o vídeo que os caras do eGarage fizeram, por exemplo:

Você não quer que este cara consiga comprar um Ford GT só por causa do bebezinho?

Pois bem: cada uma das 500 pessoas que conseguir comprar um Ford GT levará para casa um dos supercarros mais falados dos últimos anos. Dito isto, é natural que a Ford aproveite para utilizá-lo como vitrine para tecnologias de ponta — algo que definitivamente é o caso das rodas de fibra de carbono.

Ford Gt - RodasFibraCarbono (14)

A primeira coisa que você precisa saber é que elas serão opcionais, e não de série como acontece com o GT350R. As rodas, que medem 20×8,5 polegadas na dianteira e 20×11,5 polegadas na traseira, pesam cada uma 900g a menos que as equivalentes de liga (que ainda não tiveram seu peso revelado, diga-se). Reduzindo a massa não-suspensa, as rodas de fibra de carbono conseguem amenizar os efeitos da inércia na estabilidade do carro, especialmente em alta velocidade, e também melhoram o desempenho do carro em acelerações e frenagens. A Ford fala em uma redução de até 25% na inércia.

A companhia diz também que as rodas são benéficas para o sistema de suspensão. Sendo mais leves, elas exigem menos dos componentes e melhoram o contato dos pneus com a pista. E, como as rodas atuam como giroscópios, quanto mais leves, menor a resistência para mudar de direção. E a Ford ainda diz que, diferentemente das rodas de metal, as rodas de fibra de carbono não vibram como um sino, o trazendo mais conforto ao rodar e menor nível de ruídos.

carbonfiber_js42441

Assim como acontece com as rodas do Shelby GT350R, as rodas do Ford GT foram desenvolvidas em parceria com a companhia australiana Carbon Revolution, que fica responsável pela fabricação. De acordo com reles, cada roda passa por 48 testes de qualidade diferentes a fim de garantir que cada uma delas seja tão perfeita quanto possível.

No entanto, a Ford diz que as rodas do supercarro são ainda mais avançadas, utilizando tecnologia mais moderna que as rodas do muscle car: elas são mais leves, ainda mais resistentes e têm um desenho mais sofisticado, com dez raios finos em vez de sete raios mais grossos. Além disso, pela primeira vez elas poderão ter acabamento em verniz transparente em vez de preto fosco (que continua disponível), revelando o padrão das camadas de fibra e combinando com outros componentes do supercarro, como a grade dianteira, as soleiras das portas e os respiros espalhados pela carroceria.

2016-FordGTWheels-01

O que a Ford ainda não diz é o preço do opcional — eles andam bem econômicos nos detalhes. No entanto, considerando que o novo supercarro deverá custar algo entre US$ 450 mil e US$ 500 mil (ou R$ 1,5 milhão e US$ 1,75 milhão, em conversão direta), um jogo de rodas de fibra de carbono não deverá ser problema.

Matérias relacionadas

Finalmente o Ford Mustang chegou ao Brasil – vendas começam em dezembro

Dalmo Hernandes

O que acontece quando você mistura as motos da Harley Davidson com os heróis da Marvel?

Dalmo Hernandes

Final Edition: foi assim que nasceram os últimos Lancer Evolution da história

Dalmo Hernandes