A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Gumball 3000 2015: tudo o que rolou na “corrida” mais cara (e insana) do mundo

Todos os anos, milionários do mundo todo se juntam para cruzar o mundo em seus supercarros, cidade após cidade, com direito a avião para atravessar o oceano Atlântico e paradas obrigatórias nas melhores casas noturnas do caminho. É o Gumball 3000, que em 2015 chegou a sua 17ª edição — considerada a mais “glamourosa” de todas.

OK, pode até ser que você lembre que dissemos isso da 16ª edição, em 2014. O caso é que tem gente muito rica envolvida no Gumball 3000, e para esse pessoal, é praticamente uma questão de honra tornar cada edição mais incrível e épica do que a outra. E eles sempre conseguem, claro.

gumball-3000 (19)

Um Lamborghini LM002 dourado é prova suficiente para você?

Caso você ainda não conheça, vamos relembrar rapidamente a origem do Gumball 3000. De acordo com os organizadores, trata-se de um rali de regularidade para celebridades. Contamos no ano passado como o Gumball 3000 surgiu e, desde então, a história obviamente continua a mesma.

Em 1999, o skatista, designer, empresário e bon vivant Maximillion Cooper decidiu juntar seu amor aos carros e sua paixão por diversão sem limites organizando um passeio para celebridades e supercarros, passando pelos melhores restaurantes, casas noturnas e curtindo “intensamente” tudo isso.

O nome vem do motociclista Erwin Baker, que em 1933 atravessou os EUA de costa a costa — de Nova York a Los Angeles — ao volante de um Graham-Paige Model 57 em tempo recorde. Foram 53,5 horas para percorrer pouco mais de 2.800 milhas (4.600 km), um recorde que permaneceu em pé por 40 anos e lhe rendeu o apelido de “Cannonball”.

eric

Para honrar sua memória, Steve Smith (editor da revista Car and Driver na época) e Brock Yates (piloto de testes e jornalista automotivo de renome) decidiram fazer exatamente o mesmo percurso em 1971, organizando a corrida que ficaria conhecida como Cannonball Run, que virou até filme e foi repetida outras quatro vezes — em 1971, 1973, 1975 e 1979.

Por ser, de fato, uma corrida de rua, a Cannonball Run acabou cancelada por ser perigosa demais — de tempos em tempos alguém tenta revivê-la, porém em vão. Só que, mesmo não existindo mais, a Cannonball Run inspirou Maximillion Cooper a organizar um evento ainda maior.

Como dissemos, porém, os organizadores do Gumball 3000 jamais consideraram a prova uma corrida. Mesmo a definição usada por eles, que diz que se trata de um rali de regularidade, não é muito precisa, pois não há qualquer tipo de cronometragem ou classificação — o importante é sair e chegar nos dias certos.

Em 2015 o Gumball 3000 aconteceu entre os dias 23 e 30 de maio. O trajeto começou em Estocolmo, na Suécia, e terminou em Las Vegas, nos EUA. Os participantes saíram da capital sueca, foram para Oslo, na Noruega seguiram para Copenhague, na Dinamarca e, de lá, partiram para Amsterdã, na Holanda.

gumball-3000 (2)

gumball-3000 (1)

Supercarros prontos para o embarque

De lá, pegaram um avião até Reno, em Nevada, de onde partiram a São Francisco, Los Angeles e, finalmente, Vegas. São exatas 3.000 milhas dirigindo, ou exatos 4.828 km.

Ao todo, 100 carros foram inscritos. E se você acha que é só ter um supercarro e juntar-se ao comboio, saiba que você até pode segui-los pelas ruas, mas um lugar no evento todo é exclusivíssimo. Para inscrever uma equipe de duas pessoa, é preciso pagar uma taxa de US$ 100 mil, ou cerca de R$ 320 mil em conversão direta.

gumball-3000 (7)

Deu para sacar que é preciso ter bala na agulha, não é? Então olha só quem competiu neste ano: Lewis Hamilton; true survivor David Hasselhoff; Tommy Lee, baterista do Motley Crüe; Snoop Dogg; Tony Hawk, o skatista mais lendário do planeta, e mais uma bela lista.

Gumball Rally 3000 080614 in London's Regent Street

David Hasselhoff, que já está no oitabvo Gumball 3000 consecutivo, e seu Nissan GT-R caracterizado como K.I.T.T.

Mais do que tudo, para quem não está participando o Gumball 3000 é um espetáculo visual e auditivo – a chance de ver uma bela coleção de superesportivos e, dependendo dos seus gostos, alguns de seus ídolos.

Lewis Hamilton, por exemplo, participou do rali com um Koenigsegg Agera HH, dotado de um V8 biturbo de cinco litros e 1.044 cv e de uma impressionante pintura azul fosco. O fato de ele ter ficado sem combustível é só um detalhe…

Joel Thomas Zimmerman, o DJ Deadmau5, não pôde participar com sua 458 Italia conhecida como Purrari, pois a Ferrari o obrigou a retirar o Nyan Cat do supercarro. Sem problema: ele se inscreveu não com um, mas DOIS McLaren decorados com naipes de baralho – o 650S com ouro e copas, e o P1 com espadas e paus.

gumball-3000 (13) gumball-3000 (16)

E que tal uma equipe com nada menos que quatro Porsche 918 Spyder? Isto quer dizer que eles pagaram US$ 400 mil para inscrever quatro das 918 unidades que existem.

gumball-3000 (20)

Jon Olsson, o esquiador que é dono do Rebellion R2K – este, praticamente um protótipo de Le Mans feito para as ruas, usando como base o já insano Ultima GTR – também marcou presença. Contudo, o carro escolhido foi seu Audi RS6 DTM, cujo V8 de quatro litros recebeu dois turbos revestidos em ouro para entregar 950 cv.

gumball-3000 (10) gumball-3000 (11) gumball-3000 (12)

A equipe Team 46, dos milionários Regan McVaddy e David Morgan, foi a que levou um dos carros mais incríveis: um Aston Martin DBS com pintura ultravioleta. O carro brilha no escuro! De acordo com a empresa que criou a tinta, a Nevana Designs, o material pode ser aplicado sobre qualquer superfície lisa, pode ser visto “a quilômetros de distância” e, exposto à luz durante um dia inteiro, permanece luminescente por até 10 horas.

As fotos e vídeos espalhados por este post dão uma ideia de como foi a 17ª edição do Gumball 3000. Aliás, boa parte deles foi feita pelo youtuber Shmee150, que ganha a vida filmando supercarros pelas ruas da Europa. Na verdade, seu canal vai tão bem que ele mesmo participou da corrida neste ano, ao volante de seu McLaren 650S e usando um Bentley Continental Supersports.

E a edição de 2016 já tem trajeto definido: de Dublin, na Irlanda, a Istambul, na Turquia. E podem ter certeza de que os destaques do ano que vem também vão aparecer aqui no FlatOut!

gumball-3000 (6) gumball-3000 (4) gumball-3000 (14)

Matérias relacionadas

O guia das versões especiais do BMW M3 – Parte 4: quarta geração (E90/E92/E93)

Leonardo Contesini

Honda NSX: um carro que guardo no coração – por Gordon Murray

Leonardo Contesini

Hipercarros, clássicos e bólidos históricos no Goodwood Festival of Speed 2014

Dalmo Hernandes