A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
SEMA Show 2014

O Mustang no SEMA Show: da Gymkhana de Ken Block aos 50 anos do muscle car – e um rival para o Hellcat!

Sem dúvida o novo Ford Mustang é o grande lançamento mundial do ano (se você quer saber como ele anda, é só ver o compilado de impressões que fizemos) e, naturalmente, o SEMA Show, maior feira de carros modificados do mundo, foi bombardeado com versões insanas do muscle car. E não estamos falando só do novo, não: o modelo clássico lançado em 1964 também recebeu atenção digna de sua importância.

A começar por isto: o carro que Ken Block pilota no sétimo vídeo de sua série Gymkhana. Sim, em vez do Subaru Impreza ou de seu Ford Fiesta, Ken Block coloca um Mustang hardtop todo modificado para andar de lado e deixar marcas de pneu no asfalto em manobras impossíveis. Ao menos é isto o que a gente imagina — ainda mais depois dos flagras em vídeo nas ruas de Los Angeles:

Isto aconteceu há exatamente um mês, e agora o Mustang está no SEMA Show. E ele é tão insano quanto a gente esperava, dotado de um V8 de 410 pol³ (6,7 litros) fornecido pela Roush Yates e cabeçotes idênticos aos fornecidos à NASCAR. Na categoria americana, a potência destes motores passa de 850 cv quando alimentado com um carburador de corpo quádruplo.

mustang-ken-block (2)

O carro de Block tem um sistema de injeção eletrônica com corpos de borboleta individuais e deve ser ainda mais potente. O sistema de lubrificação é por cárter seco, ideal para manter todos os componentes móveis lubrificados em situações de aceleração lateral extrema.

mustang-ken-block (6)

 

Visualmente, o Mustang preparado pela ASD Motorsport e batizado de “The Hoonicorn” é simplesmente matador. Embora não se pareça em nada com o clássico Mustang restaurado ou mesmo modificado, sua postura agressiva (graças aos para-lamas alargados, a suspensão rebaixada e os enormes pneus que calçam rodas douradas) chega a ser desconcertante, mas não nos desagrada — pelo contrário.

mustang-ken-block (1)

Se o lado de fora é agressivo, por dentro o carro é todo racer, com painel de fibra de carbono e apenas o essencial para andar rápido (de lado): bancos concha, gaiola de proteção e a enorme alavanca “HOONIGAN” em metal billet par acionar os freios traseiros. Todos sabemos o quanto isto é importante nas exibições de Block.

Para nós, este é o carro mais legal da série Gymkhana até agora — mas nós só o veremos em ação no dia 17 de novembro, quando o vídeo estrear no YouTube.

Mas nem só de Mustangs modificados vive o SEMA: uma verdadeira multidão de Mustang foi levada pela Ford ao evento — na verdade, 50 carros e praticamente um exemplar de cada ano de produção compareceram ao evento.

20 anos mustang (1)

E a variedade não era só na faixa etária: havia carros originais, preparados para a pista, com customização estética e  até alguns exemplares bem especiais como um Shelby GT-H, modelo lançado em 2006 para homenagear os GT350 da locadora Hertz (leia mais sobre eles aqui). A galeria abaixo dá uma noção da diversidade e, claro, da quantidade.

Só que a Ford também levou exemplares modernos, dos quais dois chamaram mais a nossa atenção.

rtr (3)

O primeiro deles é o Mustang King Cobra. O nome remete aos anos de 1967 e 1968, quando a Shelby decidiu criar um Mustang para competir na Can Am, além de uma série especial do Mustang II lançada em 1978, com visual chamativo, pintura vermelha e grafismos e disponível apenas com um motor V8 (de apenas 140 cv…) para melhorar a imagem do carro — que até então havia sido um fracasso de crítica. No ano seguinte a Ford lançou a terceira geração, sobre a plataforma conhecida como Fox body.

rtr (2)

Mas o King Cobra apresentado no SEMA é um Mustang 2015 equipado com um V8 de cinco litros e 633 cv, freios maiores e câmbio de engate rápido — conjunto capaz de virar o quarto-de-milha em 10,9 segundos a 205 km/h.

A carroceria recebeu uma pintura em dois tons especial e grafismos que imitam couro de cobra, além de rodas de visual vintage, novos capô e kit aerodinâmico, além da inscrição “KING COBRA” na dianteira, para não deixar dúvidas.

rtr (7)

O outro carro foi o Mustang RTR 2015, feito pela Ford Racing com a ajuda do piloto de drift Vaughn Gittin Jr. A parceria existe desde 2009 e os carros são oferecidos em concessionárias Ford selecionadas.

O RTR 2o15 foi apresentado no SEMA e vem em dois pacotes: Spec 1, apenas com as modificações estéticas e Spec 2, que é visualmente parecido mas inclui um compressor mecânico que eleva a potência do V8 de cinco litros para 735 cv. E agora, Hellcat?

rtr (5)

As modificações estéticas incluem um novo kit aerodinâmico com spoilers dianteiro e traseiro e saias laterais, grade exclusiva e novas rodas. Na versão com modificações mecânicas, também são adotados novos amortecedores e barras estabilizadoras, admissão de ar frio e escapamento Magnaflow, além do próprio compressor mecânico.

Matérias relacionadas

O Camaro Yenko/SC está de volta! Ou quase isto…

Dalmo Hernandes

Chevrolet Corvette SEMA: o restomod de Jimmie Johnson e o Corvette “Glam” de Paul Stanley do Kiss

Leonardo Contesini