A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Projetos Gringos

Onde há fumaça, há um caminhão de bombeiros da década de 1940 com motor de Dodge Viper

O V10 do Dodge Viper é um manifesto daqueles que ainda acreditam nos motores grandes e naturalmente aspirados. E seu tamanho avantajado é até um estímulo para que os graxeiros o coloquem em veículos que não foram feitos para recebê-los — já vimos motos, um Toyota Supra, uma Perua Saab, um Dodge Charger e até um Honda S2000 com o motor da víbora. Mas um caminhão?

Sim! E não é qualquer caminhão — trata-se de um caminhão de bombeiros Mack. Quando ele foi fabricado, em 1944, provavelmente ninguém imaginava que, um dia, ele deixaria de apagar incêndios para se transformar em uma máquina de queimar pneus e estourar tímpanos.

O caminhão foi feito para o SEMA Show de 2011, cinco anos atrás, mas agora reapareceu na Internet em um vídeo que não precisa durar mais de dezesseis segundos para transmitir o recado:

O vídeo tem três anos, mas foi compartilhado no Reddit ontem (2), e está circulando por toda a internet desde então. Dá para entender o motivo, não? Claro, a gente gostaria de ter conhecido esta belezinha antes, mas esta possibilidade de ver o que não havíamos visto tempos atrás é uma das coisas mais legais da internet.

O caminhão de bombeiros com motor de Viper, aparentemente, não tem nome — todo mundo o chama de “Viper powered fire truck”, o que é uma boa descrição. Além de fabricar alguns dos caminhões rodoviários mais famosos dos EUA, a Mack produziu caminhões de combate a incêndio de 1911 a 1990. Eles eram tão robustos que existem exemplares dos anos 1950 e 1960 em atividade até hoje.

truck-viper (4)

De certa forma, este aqui, de 1944, também está ativo — ainda que, em vez de apagar incêndios, ele possa os provocar com seus pneus. O responsável pela customização extrema foi um cara chamado Tom Stark, que é praticamente xará do Homem de Ferro e fundador da Precision Designs, customizadora do Colorado que está no ramo desde 2008. Eles têm tanto orgulho do Mack 1944 com motor de Viper que há até um desenho estilizado do caminhão no logo da oficina.

Não é para menos: o caminhão se transformou em um hot rod que ronca (e, aparentemente, anda) como um esportivo. Isto porque o trabalho foi muito mais do que arrancar o motor original e colocar o V10 do Viper ali.

01-1944-mack-firetruck-viper-v10

Bem, isto é óbvio quando se vê o caminhão. Ele agora é um conversível, escolha que faz muito mais sentido aqui do que no Nissan Murano Crosscabriolet, por exemplo. Tanto que o crossover sem teto só foi vendido entre 2011 e 2014 (hoje a Nissan diz em seu site americano que “é possível ter experiências similares no SUV Murano e no 370Z conversível…), enquanto o caminhão de bombeiros com motor V10 tem muito mais apelo para entusiastas como a gente.

truck-viper (5)

 

Claro, não seria nosso veículo de uso diário, mas não há como não admirar o trabalho de rebaixar um caminhão de bombeiros, cortar o teto, mandar um paintjob caprichado e ainda se preocupar com a dinâmica do bicho.

O motor V10 veio de um Dodge Viper 2005. Sendo assim, o deslocamento é de 8,3 litros, a potência é de 507 cv a 5.600 rpm e o torque, de 72,6 mkgf a 4.600 rpm. É o suficiente para levar o Dodge, que pesa 1.530 kg, até os 100 km/h em 3,7 segundos, com máxima de 310 km/h.

truck-viper (2)

A gente tem certeza que o caminhão não é tão veloz, mas por outro lado o motor recebeu uma preparação razoável, com filtro de ar K&N, escapamento Flowmaster feito sob medida com tubos de 3” e um sistema de alimentação sob medida, com bomba Aeromotive e tanque selado de aço inox. Além disso, um módulo de controle B&G Specialists com programação exclusiva dá conta de gerenciar tudo. O motor produz, agora, cerca de 600 cv.

truck-viper (7)

O único senão é o câmbio: a caixa manual de seis marchas Tremec T-56 deu lugar a uma transmissão automática 48RE, de quatro marchas — a mesma usada em algumas versões da Dodge Ram. A razão? Além de ser mais robusta, a caixa automática simplesmente se encaixa melhor na proposta do projeto, de acordo com Tom.

truck-viper (8)

O chassi foi todo retrabalhado, usando o eixo traseiro de uma Ram 2008 que, para receber os pneus duplos na traseira, foi reduzido em 14 polegadas. A suspensão usa um sistema com bolsas de ar, que amortece bem os impactos durante o uso e, quando o caminhão está parado ajuda a compor seu stance para showrooms e eventos.

Fora isto, não há muito mais informações a respeito do Mack ’44 com motor de Dodge Viper — sabe-se que ele agora pertence a um colecionador chamado Don Flupot e que ainda marca presença em eventos de hot rods, como costuma acontecer muito com este tipo de projeto. Só nos resta torcer para que ele ainda queime pneus por muitos e muitos anos.

Matérias relacionadas

Click-click: por que os piscas do seu carro fazem esse barulho?

Dalmo Hernandes

É possível que os carros elétricos sejam mesmo mais “poluentes” que os carros a combustão?

Leonardo Contesini

A história dos desconhecidos Dodge fabricados na Argentina

Leonardo Contesini