A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Melhor da Semana

Melhor da Semana: os novos Toyota GR Supra e Shelby GT500, o interior do novo Corvette C8, Volks e Ford juntas novamente e mais!

Passou a semana discutindo política no Twitter? Entrou em uma discussão sobre o Toyota Supra e não teve tempo para acessar seu site favorito? Não tem problema. Aqui está nosso resumo com tudo o que rolou de mais importante na última semana.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

FLATOUTER

Membro especial, com todos os benefícios: acesso livre a todo o conteúdo do FlatOut, participação no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), descontos em nossa loja, oficinas e lojas parceiras!

A partir de

R$20,00 / mês

ASSINANTE

Plano feito na medida para quem quer acessar livremente todo o conteúdo do FlatOut, incluindo vídeos exclusivos para assinantes e FlatOuters.*

De R$14,90

por R$9,90 / mês

*Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em nossa loja ou em parceiros.

 

A chegada dos novos Supra e Shelby GT500

Nesta semana tivemos o Salão de Detroit, onde finalmente foram apresentados o Toyota GR Supra e o novo Shelby GT500. Fizemos um post especial sobre cada um, ambos abertos a não-assinantes. Para ler, basta clicar na imagem de cada carro.

 

O interior do Corvette 2020

Desde 2014, quando o Corvette de motor central-traseiro começou a ser desenvolvido, já vimos o esportivo em diversas formas: primeiro como uma mula usando a carroceria da Holden Ute, depois com camuflagem pesada, que foi caindo à medida em que o tempo passa até aparecer somente com uns poucos adesivos. Mas até agora não vimos como o Corvette será por dentro.

Felizmente isso mudou neste final de semana, porque o pessoal do Carscoops conseguiu uma série de fotos do interior do esportivo, que revelam um design, digamos, inusitado para um Corvette. O console central em rampa, com uma tela LCD para o sistema de entretenimento no topo e sem alavanca de câmbio, como as Ferrari, Lamborghini e outros supercarros. Em vez disso ele tem um seletor de marcha à ré e o comando do sistema multimídia — o que significa que ele poderá ser oferecido somente com câmbio automático.

Outro elemento com design inusitado é o volante de dois raios, com no Ford GT. O design favorece o desenho com a base plana porque não “tumultua” o pouco espaço na parte inferior do volante, porém destoa da imagem que temos todos do interior do Corvette, que usa os formatos mais tradicionais de três e quatro raios desde o lançamento da quinta geração em 1996. O desenho, contudo, remete aos volantes de dois raios usados na quarta geração, em especial os da década de 1990, com airbag.

Quanto ao lançamento do Corvette de motor central-traseiro, ele era aguardado para esta semana, durante o  Salão de Detroit, mas não aconteceu devido a uma série de problemas com o sistema elétrico.

 

Nova Ram 1500 no Brasil em 2019

Depois de mais de um ano desde seu lançamento, a atual geração da Ram 1500 chegará ao Brasil ainda em 2019. A pick-up iniciará a expansão da linha da Ram no Brasil, que atualmente oferece apenas a Ram 2500 Laramie com cabine dupla (Crew Cab) – que pesa 3.465 kg em ordem de marcha e tem peso bruto total de 4.536 kg, exigindo carteira de habilitação “C”.

A Ram 1500 pode ser conduzida por habilitados na cateogoria “B”, como qualquer automóvel, pois seu peso bruto total é inferior a 3.500 kg, o que faz dela um comercial leve. De acordo com a revista Quatro Rodas, que esteve em Detroit e apurou as informações com executivos da FCA, a chegada da nova Ram 1500 já está confirmada para o segundo semestre de 2019. A picape será vendida com motor V6 de três litros Ecodiesel, atualmente utilizado no Jeep Grand Cherokee, com turbocompressor, 240 cv e 58 mkgf de torque – motor que não é oferecido na Ram 1500 vendida nos EUA, e que deverá passar por uma leve atualização antes do lançamento.

 

Ford e Volkswagen anunciam aliança global e divulgam detalhes da parceria

Já circulava havia algum tempo a notícia de que a Ford e a Volkswagen preparavam uma nova aliança, o que imediatamente nos fez lembrar da Autolatina, joint venture entre as duas fabricantes que atuou no Brasil na década de 1990. Agora, porém, sabemos mais detalhes a respeito da manobra, que foi detalhada na última terça-feira (15) no Salão de Detroit.

Trata-se de uma parceria puramente técnica, sem a criação de uma nova empresa (como aconteceu com a Autolatina) ou participações acionárias entre as duas companhias (como é o caso da aliança entre a Renault e a Nissan, por exemplo). O que acontecerá, porém, será o compartilhamento de plataformas entre a Ford e a Volks para reduzir o custo no  desenvolvimento de novos modelos – inicialmente, com foco na criação de novas picapes e veículos comerciais.

O primeiro dos novos modelos deverá ser uma picape média, a sucessora da atual Ford Ranger – que também deverá dar origem à nova Volkswagen Amarok. A previsão é que ambas as picapes comecem a ser vendidas em 2022. A Ford já deixou claro que os modelos terão características diferentes, compatíveis com a identidade de cada uma das fabricantes.

Paralelamente, a Volkswagen ficará encarregada do desenvolvimento de uma nova van urbana, que também terá sua versão Ford. Futuramente, a Ford criará uma nova linha de vans comerciais de grande porte com modelos vendidos sob ambas as marcas. E, ainda mais adiante, as duas companhias trabalharão juntas na criação de automóveis de passeio elétricos e com condução autônoma.

 

Nova geração do Peugeot 208 já está pronta

Um tanto esquecido no Brasil — em parte pelo encolhimento da PSA nos últimos anos — a nova geração do Peugeot 208 já está pronta para o lançamento europeu, que deve acontecer em março no Salão de Genebra.

O modelo foi flagrado durante algum tipo de apresentação para concessionários e revelado pelo site italiano Carblogitalia.it na semana passada. A foto tem baixa qualidade e mostra o carro à distância, mas é suficientemente clara para mostrar um distanciamento significativo em relação à atual geração. O formato trapezoidal da grade foi mantido, mas os faróis e o capô ficaram mais agressivos, com vincos bem demarcados e uma forma mais incisiva do conjunto óptico.

O conjunto, aliás, inclui uma ousada linha vertical de LEDs que, além de servir como DRL, também ajuda o desenho agressivo da dianteira.

Segundo o Carblogit, a nova geração do 208 será mais longa e mais leve que a atual. Baseado na plataforma CMP, ele deverá chegar aos 4,05 metros, colocando-se no mesmo patamar do Audi A1, e deverá ficar 100 kg mais leve, o que ajudará a reduzir emissões e consumo, além de beneficiar o desempenho.

Os motores serão os mesmos dos atuais, ao menos na Europa, onde ele é oferecido com um 1.2 de 82 cv e um 1.5 diesel de 75 e 120 cv. Ele também terá uma nova versão híbrida, que deverá chegar aos 136 cv com, e terá uma bateria de 50kWh para rodar até 300 km com propulsão elétrica. Já o GTi terá duas variações: uma com o atual 1.6 turbo com 220 cv, e outra elétrica que poderá ser rebatizada GTe.

Ao Brasil, o modelo deverá levar algum tempo para dar as caras, uma vez que o atual 208 está entrando agora em seu sexto ano de mercado. Como o ciclo de vida médio tem 7 anos, é provável que o atual 208 seja mantido até 2020 ou 2021, quando o novo modelo finalmente será lançado por aqui.

 

O novo BMW Série 7

A BMW revelou nesta semana o facelift da Série 7, com sua nova e vistosa grade dianteira. Segundo a BMW, a nova grade “ficou 40% maior e 50 mm mais elevada, tornando a dianteira mais imponente”. A grade duplo-rim, aliás, parece ser a prioridade da BMW e um motivo de orgulho para a marca, que já havia valorizado o elemento estético-funcional no X7, quando fez questão de dizer que ele tinha “a maior grade duplo-rim da história da BMW”. 

Além da grade duplo-rim, o Série 7 também teve retoques nos faróis, que estão mais finos para criar um “contraste estilístico” com a grade, segundo a BMW. A traseira ganhou elementos cromados mais largos ao redor das saídas de escape e lanternas de LED 35 mm mais finas, com elementos em preto e vermelho, e unidas por uma linha de LED que se alonga pela face traseira do carro. 

A BMW ainda diz que a cabine ficou mais silenciosa com a refinamentos aerodinâmicos nos para-lamas, nas colunas B, nas frestas de saída dos cintos de segurança e pela adoção de vidros mais espessos nas janelas laterais e na traseira.

Para o motorista há um novo volante com um novo arranjo dos controles multifuncionais e um novo quadro de instrumentos de 12,3 polegadas que é combinado ao sistema multimídia-informativo de 10,25 polegadas. Na traseira também há duas telas de 10 polegadas com leitor de Blu-ray.

Sob o capô ele adota o novo V8 de 4,4 litros biturbo que, apesar de ter a mesma configuração do antecessor, foi desenvolvido recentemente para o Série 8 e tem 530 cv na versão 750i xDrive e 750Li xDrive. O V12 da versão de topo 760Li xDrive foi mantido, com 6,6 litros e 585 cv, capazes de levar o Série 7 de zero a 100 km/h em 3,8 segundos e à máxima de 305 km/h. A novidade é o seis-em-linha híbrido, que é combinado a um motor elétrico de 48 volts para, juntos, produzirem 394 cv.

 

Novos Chevrolet Tracker e Nissan Sentra são revelados por site chinês

As novas gerações do Chevrolet Tracker e do Nissan Sentra foram reveladas nesta semana pelo site chinês Autohome.

O modelo da GM chegará em 2020 e será o primeiro modelo construído sobre a plataforma GEM, e terá dimensões muito próximas do modelo atual – 4,27 m de comprimento, 1,79 m de largura, 1,60 a 1,63 de altura e entre-eixos de 2,57 m; ou seja, 3 cm a mais no comprimento, 2 cm a mais na largura, 4 cm a menos na altura e 1 cm a mais no entre-eixos. A primeira versão terá motor 1.0 turbo de três cilindros e 115 cv, acoplado a uma caixa de dupla embreagem e seis marchas – que, no Brasil, possivelmente será substituída pela atual transmissão automática de seis marchas já utilizada no Tracker comercializado por aqui.

Já o Sentra ganhou um estilo mais agressivo, com um grade que se estende até o para-choque dianteiro, e faróis mais afilados. O caimento do teto ficou semelhante ao de um fastback, como também aconteceu no Civic 10.

O modelo manteve suas proporções com ganho de 1 cm no comprimento e no entre-eixos, de 6 cm na largura e 5 cm na altura. São 4,64 m de comprimento, entre-eixos de 2,71 m, largura de 1,82 m; e 1,50 m de altura.

 

O novo McLaren 600LT Spider

AMcLaren mostrou a versão aberta de seu mais recente esportivo da Sport Series, o 600LT Spider. O esportivo usa o mesmo motor V8 biturbo de 3,8 litros do cupê, com 600 cv a 7.250 rpm e 63,2 mkgf de troque; e também o mesmo câmbio de dupla embreagem e sete marchas. Baseado no mesmo monocoque Monocell II, o modelo aberto não tem adaptações estruturais e números de desempenho próximos do fechado: zero a 100 em 2,9 segundos, zero a 200 km/h em 8,4 segundos (0,2 a mais que o fechado) e velocidade máxima de 315 km/h com a capota aberta e 323 km/h com a capota fechada.

Embora não tenha reforços estruturais, o conversível pesa 50 kg a mais que o cupê por conta do mecanismo do teto retrátil — são 1.297 kg com o pacote MSO Clubsport, que elimina o ar-condicionado e o sistema de som e adiciona parafusos de alumínio para as rodas e bancos de fibra de carbono iguais aos do McLaren Senna.

 

Golf GTI TCR: a despedida do GTI

Depois de ser apresentado pela Volkswagen em maio durante o festival de Wörthersee, na Áustria, o Golf GTI TCR  finalmente chegou à linha de produção como uma das versões de despedida do Golf nesta reta final da sétima geração.

A sigla TCR vem de Touring Car Racer, uma versão de corrida baseada no Golf GTI original. Por isso esta versão de rua da versão de pista da versão de rua usa o mesmo 2.0 TSI em uma configuração que desenvolve 290 cv e 33,7 kgfm a 1.600 rpm.

O motor trabalha em conjunto com o câmbio DSG de sete marchas e embreagem úmida, que direciona a força para as rodas dianteiras por meio de um diferencial com bloqueio mecânico. Segundo a VW  o tempo de aceleração de zero a 100 km/h é 5,6 segundos — exatamente no ponto médio entre o GTI e o Golf R, que precisam de 6,5 e 4,6 segundos, respectivamente. Já a velocidade máxima, segundo a Volkswagen, pode ser 250 km/h ou 265 km/h se você pagar pela remoção do programa limitador.

Sendo derivado de um carro de corridas, o GTI TCR também ganhou freios maiores, radiadores extra para controlar a temperatura dos fluidos com melhor eficiência, rodas forjadas de 18 polegadas, suspensão 20 mm mais baixa e controle adaptativo do chassi (DCC), que fornece os modos de condução.

Por fora ele terá para-choques exclusivos com splitter na dianteira e difusor na traseira, e escape de titânio da Akrapovič — o mesmo usado no Golf R. Por dentro, os bancos esportivos são revestidos com tecido de microfibra de dois tons, que se repetem no painel das portas, no câmbio e na marcação de centro do volante. Há ainda a opção de pneus semi-slick, retrovisores de fibra de carbono, teto pintado de preto e adesivos TCR nas laterais.

 

Novo Renault Clio vaza e antecipa próximo Sandero

A nova geração do Renault Clio apareceu em forma de miniatura, em uma imagem divulgada por algumas lojas europeias de modelismo, e revelando um Clio mais encorpado que o atual, que mantém a linha de cintura ascendente, que oculta a maçaneta das portas traseiras na coluna C, porém com um desenho dianteiro mais parecido com o do Megane.

O modelo não será trazido para o Brasil, mas é importante estarmos atentos a ele não apenas porque ele será baseado na plataforma CMF-B, que é a mesma da próxima geração do Sandero, mas porque ele está antecipando o visual do sucessor do Sandero no Brasil.

Você deve lembrar que, em 2018, a fabricante francesa anunciou que não iria mais vender modelos Dacia rebatizados como Renault. Com o novo Clio e o próximo Sandero compartilhando a mesma plataforma, a Renault irá adotar no sucessor do Sandero brasileiro o design do Clio — algo que já foi confirmado ao FlatOut por uma fonte ligada à marca, e que já tem um precedente no Captur, que usa a plataforma de um Dacia (Duster) com o visual de um Renault francês. Apesar dessa definição do design, ainda não se sabe se ele manterá o nome Sandero, ou se trará de volta o nome Clio.

 

Christian Fittipaldi confirma aposentaoria após as 24 Horas de Daytona

Christian Fittipaldi voltará a Daytona no próximo sábado para tentar sua quarta vitória na tradicional corrida americana, mas desta vez sua participação será diferente. Será a última vez que Christian disputará uma corrida como piloto profissional. O piloto paulistano, que completou 48 anos nessa semana, anunciou que deixará as pistas depois das 24 Horas de Daytona deste ano.

 

Especiais do FlatOut

Nesta semana contamos a história da incrível Ferrari 512 BB Competizione, a (con)versão de corrida esquecida da linhagem Competizione…

Clique na imagem para ver o post

… também vimos como um BMW M2 original de fábrica se sai contra um BMW M3 preparado na pista…

Clique na imagem para ver o post

… e contamos a história do Atomic Punk, um hot rod moderno vindo diretamente da era espacial, inspirado nos carros de Ed Roth e em Van Halen.

Clique na imagem para ver o post

 

Exclusivo para assinantes e crowdfunders

Começamos a semana explicando porque não temos mais caminhões “bicudos” como nos EUA…

Clique na imagem para ver o post

… e também contando a história dos Subaru S-Line — do 201 ao 209.

Clique na imagem para ver o post

Publicamos a quinta parte do nosso guia de versões e edições especiais do BMW M3, nesta semana com as 17 versões especiais da quinta geração:

Clique na imagem para ver o post

Explicamos as diferenças e semelhanças entre o Toyota Supra e seu gêmeo alemão sem-teto, o BMW Z4:

Clique na imagem para ver o post

Encerramos a história dos hot hatches da Renault…

Clique na imagem para ver o post

… e entramos na onda do 10 Year Challenge, comparando alguns carros com suas versões de 2009:

Clique na imagem para ver o post

Vimos o que quem já testou o novo Porsche 992 está dizendo sobre a nova geração do 911….

Clique na imagem para ver o post

… e tivemos mais um capítulo da nossa série Lendas do WRC, com a história de Peter Solberg:

Clique na imagem para ver o post

E fechamos a semana com uma pensata sobre “a arte perdida de entender o que está acontecendo com seu carro”…

Clique na imagem para ver o post

… e uma matéria exclusiva do FlatOut sobre o protótipo do Mercedes-Benz 300SL Roadster com portas “asa-de-gaivota”:

Clique na imagem para ver o post

Matérias relacionadas

O Melhor da Semana: o fim do Fiesta, do SLK e das peruas VW, os 45 anos do Porsche 911 Turbo, T-Cross lançado e mais!

Leonardo Contesini

Melhor da Semana: a montagem do Sandero RS200, avaliação do Mercedes A250 Vision, o fim da CG125, EcoSport sem estepe e mais!

Leonardo Contesini

O inédito BMW X7, a nova geração do Onix, o museu de Donington e o melhor da semana no FlatOut!

Leonardo Contesini